Master Chef; Desafios enfrentados dentro da cozinha de uma Clínica Geriátrica

Atualizado: 21 de dez. de 2021



“Cozinhar para a terceira idade impõe desafios.”, é o que afirma o chef de cozinha do Residencial Mont Blanc, Marco Antônio.


Veja dicas valiosas para garantir ao idoso uma bela experiência nas refeições!


Já passou o tempo em que o idoso comia apenas papinhas e sopas! Devemos lembrar que cada fase da vida é acompanhada por necessidades diferentes e que o envelhecimento é um processo natural e deve ser encarado desta forma.


Atualmente, a nutrição pode e deve ser utilizada para, além de suprir o corpo, acariciar a alma dos idosos em casas de repouso.


Pensando nisso, apresentamos um pouco da experiência proporcionada aos hóspedes do Residencial Mont Blanc, por meio da fala da nutricionista Carolina Behle Chaves, e do chef de cozinha Marco Antônio.


Vamos revelar dicas para o preparo de alimentos saudáveis e gostosos!


Entendemos que cada pessoa envelhece em um ritmo próprio e tem gostos e preferências alimentares distintas. Ao atender às necessidades e às expectativas dos nossos hóspedes, buscamos excelência e usamos a boa nutrição como uma aliada do bem-estar.


Os aspectos do envelhecimento, como a diminuição do paladar e o aparecimento de dificuldades na mastigação, deglutição e digestão, devem ser levadas em consideração por equipes nutricionais.


Segundo o chef de cozinha do Residencial Mont Blanc, Marco Antônio, os desafios de cozinhar para a terceira idade devem ser vistos como oportunidades.



Apesar do chef se encontrar em uma “saia justa”, pois há várias restrições repassadas pela nutricionista (tais como a diminuição da quantidade de sal, o uso de pouca gordura no cozimento, a utilização de pouca fritura) que nem sempre agradam aos hóspedes da casa de repouso, Marco Antônio revela que utilizar temperos diversos faz toda a diferença na elaboração dos pratos.


O chef usa toda sua experiência para superar os desafios encontrados na cozinha da clínica geriátrica.


Com mais de 26 anos de experiência, o chef Marco Antônio passou por diversos restaurante de São Paulo, Brasília, Florianópolis e trabalhou com a culinária uruguaia e chilena, e revela que os aspectos nutricionais de uma clínica geriátrica são totalmente desafiadores.


Além da habilidade na elaboração dos pratos, o cozinheiro ainda relata que é importante estar sempre atualizado e em concordância com as portarias da Vigilância Sanitária.


Há, na cozinha do Residencial Mont Blanc, especial atenção à estocagem, com o controle de temperatura, etiquetagem, coleta de amostras e observância da validade dos alimentos.


A equipe nutricional é chefiada pela experiente nutricionista Carolina Behle Chaves.


Com mais de 15 anos de experiência trabalhando com Nutrição Clínica, Carolina afirma que uma alimentação balanceada é a peça chave para o envelhecimento saudável, e faz uma ressalva: estar bem nutrido, em tempos de pandemia, é ainda mais crucial!


Vamos às dicas dos especialistas em nutrição do Residencial Mont Blanc!


Dica n.º 1: Use e abuse dos temperos e diminua a quantidade de sal!


Quem nunca experimentou aquela comida saborosa e ficou com uma pulga atrás da orelha, querendo saber como se prepara? Aí vão algumas dicas valiosas do chef Marco Antonio:


· Temperos batidos com alho, cebola, louro, orégano e alecrim, são ótimos substitutos para o sal de cozinha, livrando o organismo do excesso de sódio.


· O mamão e o abacaxi servem como amaciante natural para as carnes, e podem ser usados, em pequenas quantidades e no período de 15 minutos, em carnes vermelhas.


· Deve-se dar especial atenção aos molhos que acompanham as refeições, pois um dos grandes segredos dos preparos da clínica de repouso está no molho. Mas, como um bom chef, Marco guarda este seus segredo a 7 chaves.

Dica nº 2: A sobremesa faz toda a diferença!



Sobremesa padrão master chef


O padrão master chef pode ser aplicado à sobremesa? Claro que sim!

Veja como fazer uma sobremesa gelada de abacaxi padrão master chef, usando poucos ingredientes. Acompanhe mais dicas!


Anote os ingredientes: abacaxi, açúcar e creme de leite.


Modo de preparo: corte o abacaxi em cubos e deixe cozinhar, com água suficiente, junto com açúcar durante 15 minutos, até ganhar consistência.


Depois de esfriar, coloque o abacaxi no liquidificador junto com creme de leite e bata durante 2 minutos. Despeje dentro das formas de picolé e leve à geladeira, deixando por 4 horas.


Pronto! Sobremesa saudável, no padrão master chef.


Dica n.º 3: Frutas devem fazer parte dos lanches!



Frutas com creme de morango


Lá vai mais uma receitinha maravilhosa!


Faça uma gelatina de morango, seguindo os passos da caixinha e espere esfriar (não precisa ficar na consistência de gelatina). No liquidificador, bata a gelatina líquida e um creme de leite.


Respeitando os gostos e referências dos idosos, pique frutas em cubinhos pequenos. Em uma taça transparente, coloque as frutas picadas e derrame a mistura feita no liquidificador.


Prontinho! Frutas deliciosamente incluídas no cardápio do idoso!


Um plus pode ser dado com uma decoração caprichada: morangos inteiros ou picados enfeitam e finalizam o preparo.


Clínica Geriátria Mont Blanc

O Residencial Mont Blanc é uma Casa de Repouso que também funciona como Clínica Geriátrica.

Localizada em Porto Alegre, o lar de idosos prioriza proporcionar uma alimentação equilibrada e saborosa, tornando as refeições um momento de grande prazer para os hóspedes.


Sabemos que alguns idosos podem ter grandes restrições alimentares, por isso, a nutricionista da Clínica Geriátrica Mont Blanc, Carolina Behle Chaves, acompanha de perto o quadro de saúde de cada paciente e, ao mesmo tempo, evita uma dieta excessivamente restritiva.


Não é necessário renunciar a tudo que traz prazer! A reeducação alimentar é o melhor caminho para quem busca um envelhecimento saudável. No Residencial Mont Blanc, as adaptações são feitas de forma gradual e a equipe está pronta para acompanhar o hóspede nesta jornada. O chef Marco Antônio relata que diminui as porções dia a dia, até chegar ao ideal para cada situação, mas sem alterar o sabor.



O chef de cozinha da clínica brinca que a decoração Gourmet é um dos segredos.

Anote aí esta última dica! Neste prato, o chef revela que usou: tomilho, sálvia, alecrim, tempero verde, cebolinha, páprica defumada, açafrão, manga e pepino.






1.101 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo